Páginas

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

TST supera metas de produtividade estabelecidas no planejamento estratégico

Pelo menos quatro índices mostraram resultados positivos no primeiro semestre do ano


Dados reunidos pela Assessoria de Gestão Estratégia (ASGE) mostram que o Tribunal Superior do Trabalho superou a meta parcial aferida pelo Índice de Produtividade Judicante (IPJ), relativo à quantidade de processos julgados por ministro. A meta era julgar 5.940 processos por magistrado nos primeiros seis meses do ano, mas cada ministro julgou, em média, 6.542 ações entre janeiro e junho de 2019.

O Tribunal vem aumentando a quantidade de julgados a cada ano, e a média esperada para 2019 é de 12.950 por gabinete.

Acervo

Outro destaque é o Índice de Processos Antigos em Tramitação (IPAT), que avalia o julgamento de processos com mais de dois anos de tramitação no TST. A meta para primeiro semestre era reduzir em 22% o acervo existente, mas o índice foi de 22,93%, mesmo diante do aumento de 30,5 % no número de processos recebidos (199.582) em relação ao mesmo período do ano passado (152.963).

Outras metas

O relatório também revela bons resultados em metas administrativas, como capacitação de servidores e afastamentos por doenças. Nesse último ponto, a meta era que no máximo 2,97% dos servidores do Tribunal tirassem licenças médicas nos primeiros seis meses do ano, mas apenas 2,79% se ausentaram de suas atividades por esse motivo.

Consulta

Os dados podem ser consultados no Portal do TST, na área de Gestão Estratégica.

(Fonte: TST)