Páginas

terça-feira, 24 de julho de 2018

Quatro em dez paranaenses estão fora do mercado de trabalho

Cerca de 3,4 milhões de pessoas já desistiram de procurar trabalho no Estado

Feira do emprego do ano passado fez 67 mil atendimentos (Foto: Rodrigo Leal/Divulgação)
Encontrar um emprego no Paraná tem sido uma tarefa difícil em tempos de recessão econômica. Prova disso é que quatro em cada dez paranaenses está fora do mercado trabalho, sendo que a maioria já até desistiu de procurar um novo emprego, segundo informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua).

De acordo com o levantamento divulgado trimestralmente pelo IBGE, a taxa de participação na força de trabalho no primeiro trimestre de 2018 (dado mais recente) era de 64,3%, com 5,98 milhões de paranaenses na força de trabalho. Essa taxa é o percentual de pessoas na força de trabalho em relação às pessoas em idade de trabalhar (14 anos ou mais de idade).

Por outro lado, quando observada a taxa de desocupação (percentual de pessoas desocupadas em relação às pessoas na força de trabalho), temos um índice aparentemente baixo, de 9,6% (574 mil pessoas), que contrasta com a taxa de 35,9% da população fora da força de trabalho (o equivalente a 3,35 milhões de pessoas).

Essa discrepância ocorre porque são classificadas como desocupadas as pessoas sem trabalho, mas que tomaram alguma providência efetiva para conseguir algum emprego no período anterior à pesquisa e que estavam disponíveis para assumi-lo na semana de referência. Assim, os “desalentados”, aqueles que já desistiram de procurar emprego, não são classificados como desocupados. Se o fossem, teríamos uma taxa de desocupação de 42,1%.

Feira

Mas, para quem ainda tem esperança em encontrar um emprego aidna neste ano, a oportunidade pode estar na maior feira de emprego do Estado, que acontece amanhã em Curitiba. A Feira de Emprego e Profissões realizadao pela Uninter vai ser realizado das 9 às 19 horas no Expo Renault Barigui e terá entrada gratuita. Haverá oportunidade para todos os níveis de qualificação e idades, de aprendizes a cargos de mestres e doutores. Também serão ofertadas vagas para pessoas com deficiência, revendedores e profissionais que queiram trabalhar como autônomos e operacionais. Os salários vão de R$ 1.200,00 a R$ 12.000,00. Mais de 40 empresas de Recursos Humanos e outras grandes contratantes estarão presentes, realizando triagens e agendando entrevistas. 

“Em um país com mais de 28 milhões de desempregados, conseguimos promover a segunda edição da feira, que somente no ano passado contabilizou mais de 67 mil atendimentos e recebeu 14 mil pessoas. Preenchemos todas as vagas oferecidas. Certamente, muitos candidatos que deixaram seus currículos ainda estão colhendo os frutos dos contatos feitos no evento”, conta Jorge Bernardi, vice-reitor da Uninter e organizador da feira.

(Fonte: Bem Paraná)